0

Quando iniciar a higiene bucal do bebê?

brushing teeth

Existem diversas recomendações, muito contraditárias acerca deste assunto! Então, há um tempo tenho feito uma busca nas bases de dados para saber quais as recomendações mais atuais?! E vamos lá!

E, em resumo, encontrei como recomendação mais atual a recomendação do  Guideline on Infant Oral Health Care  da AMERICAN ACADEMY OF PEDIATRIC DENTISTRY  (publicado em 2013):

A questão de iniciarmos a higiene bucal das crianças se dá pelo fato de principal de prevenção da cárie, e todos sabemos que para evitar esta doença, o mais importante é a formação dos bons hábitos de higiene aliado aos bons hábitos alimentares!

Neste guideline, existem diversas recomendações, inclusive sobre hábitos alimentares e higiene bucal do adulto! Mas vamos manter o foco nos pitocos!! Em resumo – bem resumido mesmo são 4 definições:

1) todas as crianças devem fazer uma primeira avaliação da saúde bucal aos 6 meses de idade

2) a erupção dos dentes pode causar desconforto às crianças e o tratamento dos sintomas  pode incluir uso de analgésicos e mordedores “gelados”  – contudo os analgésicos devem ser desencorajados

3) Medidas de higiene oral devem  ser implementadas no momento da   erupção do primeiro dente decíduo. A limpeza dos dentes do lactente  deve ser realizada com escova macia, apropriada ao tamanho da boca do bebê, e deve ser feita pelos pais, pelo menos duas vezes ao dia. O fio dental deve ser utilizado quando a superfície dos dentes não mais puder ser limpa com a escova.

4) Diversos estudos epidemiológicos mostram que o leite humano e o aleitamento materno proporcionam saúde geral, nutricional, de desenvolvimento, psicológico e social, e ainda diminui a incidência de um grande número de doenças. Ainda, leite materno não foi epidemiologicamente associado à caries. O uso de mamadeira com leite ou suco durante a noite  tem grande relação com cárie.

Então!

A recomendação é: iniciar a higiene bucal do bebê após a erupção do primeiro dente! (eu acrescentaria ainda  A FRASE:   Iniciar a higiene oral do bebê, após a introdução da alimentação complementar, ou erupção do primeiro dente);

>> lembrando que as orientações sobre higiene bucal são de competência do odontopediatra.. como nutri, apenas oriento  aos pais dos pacientes, para que ,marquem uma consulta com o odontopediatra!!

E vale um lembrete: Leite materno não é cariogênico (também tem artigo específico sobre este assunto.. mas fica para uma próximo post)! 

Para quem tiver interesse: http://www.aapd.org/media/Policies_Guidelines/G_infantOralHealthCare.pdf

0

Orientações para extração e armazenamento de leite materno

aleitamento_1195171845_desenho_edaikawa_flickr_2007Orientações para extração e armazenamento de leite materno

Prenda os cabelos

Lave as mãos com água e sabão

Caso tenha que lavar as mamas, utilize somente água, pois o sabão resseca os mamilos.

Para realizar a extração do leite materno, é possível utilizar as mãos ou bombas tira-leite (elétricas ou manuais).

Independente do uso de bomba ou da extração manual, antes de iniciar a extração é importante realizar massagem nas mamas para estimular a ejeção do leite.

Para ordenha manual:

– Primeiro coloque os dedos polegar e indicador no local onde começa a aréola (parte escura da mama);

– Firme os dedos e empurre para trás em direção ao corpo;

– Comprima suavemente um dedo contra o outro, repetindo esse movimento várias vezes até o leite começar asair;

– Despreze os primeiros jatos ou gotas e inicie a coleta no frasco.

O armazenamento deve ser feito em frascos de vidro com tampa plástica ou potes de plástico, livre de Bisphenol-A.

Estes frascos devem ser higienizados com água corrente e sabão líquidoneutro e fervidos por 10 minutos. Pode-se também, armazenar em, sacos plásticos estéreis, específicos para este fim.

Quando estocado em geladeira, o leite materno pode ficar por até 12 horas, devendo ser posicionado no fundo da prateleira e não na porta. Quando estocado em congelador, pode permanecer por até 15 dias.

O aquecimento o leite materno deve ser feito em banho-maria e ofertado para o bebê. Após descongelado, não congelar novamente.

Fonte: Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano

http://www.redeblh.fiocruz.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=397

2

Uso de Chupetas e Mamadeiras – por Daniela Rosito (odontopediatra)

Você sabia que a OMS (Organização Mundial da Saúde) preconiza que os bebês sejam amamentados exclusivamente no peito materno até o 6° mês de vida sem receberem nem mesmo água ou chás? Com essa medida ecológica (porque não produz lixo), econômica (porque não onera o orçamento familiar com fórmulas infantis) e saudável (pois previne diarréias, pneumonias, alergias e diabetes) estamos contribuindo também para que nossos bebês possam respirar melhor e ter dentes mais bonitos.

LM

A primeira e indiscutível vantagem do leite materno é que ele é espécie-específico, isto é, produzido e consumido entre humanos, fornecendo o tamanho adequado da proteína, que não irá irritar o sistema digestivo tão frágil do pequeno bebê, além de conter anticorpos que fornecem imunidade e proteção contra doenças, o que não estará presente em NENHUMA fórmula infantil.

Além de tudo, o uso de mamadeiras adoçadas podem causar o que se chama de ECC ( Early Chilhood Caries ) ou cárie precoce da infância , trazendo destruição dentária e dor já na dentição de leite.

Para tanto, amamente seu filho exclusivamente no peito até o 6° mês de vida podendo continuar até 2 anos ou mais, conforme as recomendações do Ministério da Saúde. Não ofereça chás ou leites adoçados, se precisar complementar sua alimentação. Se optar por usar chupeta, escolha a chupeta ortodôntica e de tamanho pequeno (tamanho 1) apenas para fazer a criança adormecer, não deixando que ela brinque ou passeie com a chupeta na boca. Remova o hábito da chupeta entre 1 ano e 2 meses e, no máximo, 2 anos. Passe definitivamente para copo com canudo até no máximo 3 anos de idade, abandonando definitivamente a mamadeira.

Com estas medidas você estará contribuindo para que seu filho tenha uma saúde muito melhor, com menores intercorrências de febres, otites e sinusites. A respiração, a mastigação e a fala serão estimuladas da maneira adequada.

Dra. Daniela Benites Rosito – Odontopediatra, Coordenadora do Curso de Extensão Universitária da UFRGS “Saúde Oral Materno-Infantil” e mãe dos gêmeos Vitório e Catarina (6 anos)

0

POSIÇÃO E PEGA ADEQUADA PARA AMAMENTAÇÃO DE SUCESSO

Aí estão algumas dicas para que a amamentação seja um momento prazeroso tanto para o bebê quanto para a mãe:

  1. O bebê deve ser posicionado na altura das mamas
  2. A barriga do bebê deve estar encostada na barriga da mãe (barriga-com-barriga). Assim, evitamos que o corpo do bebê esteja voltado para cima e apenas a cabeça esteja voltada para o seio. Além disto, o corpo do bebê deve ficar bem apoiado e não apenas a cabeça.
  3. O bebê e a mãe devem estar com o mínimo de roupa possível, possibilitando uma melhor movimentação e melhor “encaixe” do bebê no colo da mãe (durante o inverno, o bebê deve ser desenrolado de cobertores e mantas e aconchegado ao seio. As cobertas devem ser recolocadas sobre mãe e bebê. O corpo da mãe é mais quente e transmite o carinho para o bebê)
  4. A mãe deve estar bem acomodada. Se não estiver em poltrona, coloque travesseiros ou almofadas nas costas. Mantenha os joelhos mais altos do que o nível do quadril. Para isto, pode ser feito uso de um banquinho para acomodar os pés. Preste atenção para não ficar curvada para frente, nem para trás.
  5. A mãe pode amamentar deitada, sempre cuidando a posição de “barriga-com-barriga”.
  6. Preste atenção no modo como o bebê pega o seio. A boca dele deve estar bem aberta. Abocanhando não apenas o mamilo, mas parte ou toda a aréola.
  7. O queixo do bebê deve encostar na mama. A boca do bebê deve estar bem aberta. Os lábios do bebê devem estar voltados para fora, e não curvados para dentro. Você pode encorajar a abertura da boca do bebê estimulando o lábio inferior com o mamilo, e também o queixo com toques suaves.
  8. A cabeça do bebê deve ficar centrada na mama. Assim, fica apoiada na dobra do braço materno, sem que a mãe tenha q afastar o braço do corpo.
  9. As mãos da mãe devem ficar livres para segurar o bebê e oferecer carinho durante a mamada. Sendo assim NÃO é necessário que você segure o seio para o bebê sugar. Principalmente pinçando o mamilo e aréola entre o dedo médio e o indicador, pois este meio de pega da mama faz com que o mamilo seja deslocado do céu da boca do bebê, dificultando a sucção.
    >>Caso seja necessário apoiar a mama para acomodá-la à boca do seu filho, a melhor forma é segurar com a mão em forma de C. e ainda, assim que o bebê abocanhar a mama ela deve ser liberada.
  10. A mamada não tem tempo de duração. Ou seja, seu bebê pode ficar um bom tempo sugando. Alguns bebês dormem enquanto mamam, mas não necessariamente estão satisfeitos. Para saber, basta fazer movimentos suaves e circulares na bochecha do pequeno. Isto vai acordá-lo e estimular a recomeçar a sucção.
  11. Se as mamas estiverem muito cheias o bebê não vai conseguir abocanhá-las corretamente. Para que isto não aconteça a mãe pode fazer a expressão manual do leite, amaciando a aréola e esvaziando um pouco a mama antes de oferecer ao bebê.

Para realizar a expressão manual siga os seguintes passos:

  • Segure as mamas com as duas mãos, envolvendo-as de maneira que se forme um circulo. Massageie as mamas, com movimentos circulares suaves desde a parte superior dos seios até as aréolas.
  • Após alguns minutos de massagem o leite vai começar a ser ejetado. Continue os movimentos até que a mama esteja mais vazia.
  • Não aperte os mamilos, pois isto irá impedir a saída do leite.
Fonte: Adaptado de Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica.Saúde da criança: nutrição infantil: aleitamento materno e alimentação complementar / Ministério da Saúde,Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – Brasília : Editora do Ministério da Saúde, 2009.112 p. : il. – (Série A. Normas e Manuais Técnicos) (Cadernos de Atenção Básica, n. 23)

#aleitamento materno #pega correta